Por que estudar literatura?

Algumas perguntas comuns, quando se fala de literatura, são: “por que eu deveria estudar literatura?”, “por que eu deveria ler Machado de Assis ou Shakespeare?”, “o que há de tão especial nesses autores?”. O filósofo Alain de Botton sugere uma maneira de pensar na literatura que responde essas perguntas.

Segundo ele, a importância de se ler obras desses autores não é meramente conhecer as histórias, é mudar nossa maneira de ver o mundo. Em outras palavras, não é apenas olhar para o mundo de um grande autor com nossos olhos. É olhar para o nosso mundo através dos olhos deles.

Esse é o poder da literatura de nos sensibilizar.

—-LEGENDA (tradução nossa)

Eu acho que a maneira de olhar para a literatura é como um instrumento que nos sensibiliza para diferentes coisas. Nós todos sabemos que, se cinco pessoas diferentes são convidados a descrever uma cena, eles todos vão descrevê-la de forma diferente. Alguns irão descrever a luz, os outros vão se concentrar no que os pés das pessoas estavam fazendo, outros vão olhar para o material, forma da sala ou qualquer outra coisa. Um grande escritor seleciona as coisas que importam. É quase como se o radar deles estivesse em sintonia com os momentos mais significativos.

O que a literatura é sobre: é um registro das pessoas com radares muito sofisticados que estão colhendo as coisas que realmente importam. O interessante é que, para mim, que esse radar não é algo devemos simplesmente aceitar passivamente enquanto lemos o livro. É algo que devemos aprender. Devemos fechar o livro e, em seguida, dizer: “Ok, eu li Jane Austin ou Proust ou Shakespeare e agora vou ver minha mãe ou vou ter uma conversa com a minha tia, ou vou ir falar com alguns amigos em um café. E, ao invés de apenas fazê-lo da maneira normal, eu vou olhar para eles e vou perguntar a mim mesmo a pergunta básica: ‘como é que Jane Austin iria vê-los? Como Proust iria vê-los? Como iria Shakespeare vê-los?'”

Em outras palavras, eu não estou indo apenas para olhar o mundo de Shakespeare ou Jane Austin através dos meus olhos. Eu vou olhar para o meu mundo através de seus olhos. Esse é o benefício, essa é a inteligência que dá poder da grande literatura. Somos sensibilizados pelos livros que lemos. E quanto mais livros lermos e quanto mais profundas suas lições penetram em nós, mais pares de óculos teremos. E esses óculos nos permitirão ver coisas que, se não os tivéssemos, não teríamos percebido.

Comments